Selecione a página

Faltam apenas três meses para o verão, a estação do calor, da praia e do biquíni. Para te ajudar a chegar em dezembro sentindo-se bem com o próprio corpo, hoje vamos esclarecer algumas dúvidas sobre radiofrequência com a profissional Luciane.

“Muitas vezes as mulheres reclamam que por mais que se esforcem, alguma gordurinhas insistem em acompanha-las. Isso ocorre quando o corpo armazena energia extra nas células de gordura, que por sua vez aumentam de volume e desencadeiam a celulite”, esclarece Luciane. Por conta da ação hormonal, as células de gordura costumam se concentrar em partes específicas do corpo, como quadris, flancos, glúteos, costas e abdômen. Esse acúmulo de gordura também comprime os vasos sanguíneos, o que leva a formação de edemas, resultando em inchaço – que é uma das principais queixas das mulheres. Com o passar dos anos, outro problema quase unanime entre as mulheres é a flacidez.

Mas afinal, como resolver tudo isso?

A radiofrequência é capaz de reduzir a flacidez e as medidas, além de melhorar o aspecto da celulite. É o famoso três em um! Outro ponto positivo do tratamento é que ele não exige nenhum tempo de recuperação, como é o caso de cirurgias plásticas ou outros procedimentos invasivos. O equipamento produz um calor profundo na pele, que não prejudica a epiderme e causa desconforto mínimo. Com o aquecimento, ocorre a contração do colágeno, além de estimular a produção de novo colágeno – responsável pela melhora do aspecto da pele e flacidez. No combate à gordura localizada e celulite, a radiofrequência é aplicada profundamente no tecido gorduroso.

Com a combinação de uma boa avaliação, cosméticos de qualidade, aparelhos e trabalhos manuais, conseguimos chegar nos resultados desejados. Não espere chegar o verão para pensar sobre o que está te incomodando. Agende agora mesmo uma avaliação com a nossa profissional (51) 3330-2101.